quarta-feira
13 de novembro de 2019

 
Portugues   English
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JORI 2018
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO
Foto: MARCELO GUEDES
 
Moradores debatem sobre Saúde na terceira audiência pública
Principal destaque do encontro foi a prevenção de doenças
2/3/2016 | Luciano Agemiro , MTB: 73.143
 
‘É dever do Governo oferecer serviços de Saúde, mas é obrigação de cada um cuidar da sua.’ A conclusão é do Dr. Drauzio Varella e serviu de norte para a palestra ministrada pelo médico, na terça-feira (1), durante a terceira audiência preparatória de revisão do Plano Diretor do Município, que ocorreu no Palácio das Artes. Um dos principais temas debatidos no encontro foi a importância da Saúde preventiva, seja na rede de atendimento ou por meio de hábitos saudáveis no dia a dia.

O Plano Diretor tem como meta principal organizar o crescimento e funcionamento do Município para o período de 2017-2026. As audiências, ao todo cinco, têm como objetivo recolher propostas da população que vão ajudar no desenvolvimento da Cidade nos próximos anos.

O público assistiu a palestra do Dr. Drauzio Varella, que falou sobre o tema do evento, no entanto, com enfoque um pouco diferente do que as pessoas estão acostumadas. O médico discorda de que apenas o Estado é responsável pela saúde da população, pois em alguns casos, é possível evitar o aparecimento de doenças, como as decorrentes de maus hábitos, entre eles o tabagismo e o sedentarismo.

“Esse pensamento infantiliza o cidadão. A pessoa acha que a saúde dela é um dever do Estado e não um problema seu. Somos adultos, cada um tem que ter um compromisso com o seu corpo. A medicina do futuro terá que exigir esse grau de reponsabilidade de nós. É uma injustiça que a sociedade tenha que arcar com este tratamento”.

O prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão, participou da audiência e fez uma reflexão sobre o atendimento na Saúde para as gerações futuras. Segundo Mourão, é preciso planejar uma estrutura social que busque formar uma geração que tenha qualidade de vida. Ainda de acordo com o prefeito, a sociedade precisa entender que tem um compromisso com as gerações futuras, com seus filhos, netos e aqueles que virão.
Para que sejam mais felizes e tenham uma vida longa e com mais qualidade.

Panorama - O secretário de Saúde de Praia Grande, Francisco Jaimez Gago, realizou uma apresentação técnica do tema, com o cenário atual do atendimento na área da Saúde do Município e destacou o trabalho que vem sendo feito para ampliar o atendimento da rede básica e por consequência diminuir o número de emergências nas unidades de emergência.

De acordo com o secretário, um dos problemas que atrapalham o atendimento à população é o alto índice de abstenção nas consultas, ou seja, a ausência do paciente no dia e hora marcados com o médico. Esse descaso com os agendamentos provoca demora no atendimento.

“Temos média de 42% de abstenção se considerarmos as consultas agendadas, tanto na atenção básica, nas especialidades e nos exames. No caso da mamografia, por exemplo, se não fosse essa falta dos pacientes, não teríamos mais fila”, explicou.
A meta é utilizar a informatização do sistema para tentar diminuir essa ausência nos próximos anos.

O secretário destacou também a implantação dos novos serviços especializados, que auxiliarão no atendimento aos moradores, como o Centro Especializado de Reabilitação (CER), o Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) e ampliação do atendimento da rede pública, com programas como o Projeto Bicharada, o Consultório de Rua e a Primeira fase do NefroPG.

Moradores – A população participou da audiência sugerindo propostas que possam fazer parte do Plano Diretor. No total, 587 pessoas compareceram e foram elaboradas 30 diferentes propostas.

Uma das moradoras que acompanhou a discussão foi a contadora Yara Regina Prado, que mora no Bairro Sítio do Campo e julga importante que a população entenda como está a Cidade e perceba onde pode melhorar. “Venho participando de todas as audiências. Achei muito boa a palestra dos especialistas em cada área falando sobre os temas. Sinto que falta interesse e conscientização da população quanto a participação nesses encontros”.

Outro morador que acompanhou a audiência foi o assistente de marketing France Michel Ferreira, do Bairro Caiçara. “É a primeira vez que participo. Fiquei sabendo pela internet. Não tinha conhecimento dos dados que foram apresentados aqui e achei muito interessante essa oportunidade de participar do desenvolvimento da Cidade”.

Discussão – Desde 2013, Praia Grande abriu oportunidade para que a população participe das discussões do Plano Diretor. Ao longo de dois anos, 21 encontros foram realizados em escolas de diferentes bairros, para que a população pudesse opinar.

Esta iniciativa não é obrigatória, no entanto foi realizada para facilitar o acesso da população ao tema. Mais de 4 mil pessoas se inscreveram e mais de mil propostas foram elaboradas, algumas enviadas via internet.

A nova etapa consiste na realização das audiências públicas preparatórias. A quarta audiência já tem data para acontecer. Será na terça-feira (15), a partir das 18h, no PDA. O encontro tratará de Desenvolvimento Econômico e terá uma palestra do economista Paulo Rabello de Castro. O credenciamento começará às 17h.

AGÊNCIA DE NOTÍCIAS: Acesse também nosso conteúdo através do Facebook e do site da Rádio do Paço. Veja também o Banco de Imagens.




    página anterior topo da página
 
 
 
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias