domingo
16 de junho de 2019

 
Portugues   English
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JORI 2018
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO
 
PG deve contar com aplicativo para denúncia de casos de violência contra a mulher
Ideia foi anunciada durante o encerramento da Semana da Mulher
9/3/2018
 
Um aplicativo de celular poderá auxiliar as moradoras de Praia Grande a denunciar casos de violência doméstica e a diminuir as tristes estatísticas de casos de mulheres vítimas desse tipo de crime. Nesta sexta-feira (9), durante o encerramento da 10ª Semana da Mulher, evento realizado pela ONG Defesa e Cidadania da Mulher (DCM), em parceria com a Prefeitura de Praia Grande, o prefeito Alberto Mourão anunciou a ideia e assinou um protocolo de intenções para viabilizar a ferramenta.

Ao participar do encerramento do evento, que contou ainda com o 1º Seminário da Rede de Enfrentamento à Violência, o prefeito Alberto Mourão falou da importância do papel das mulheres na família e na sociedade nos dias atuais e das consequências que um ato violento pode causar na vida delas. “Nas famílias mais antigas, as mulheres não tinham suas vontades respeitadas. E muitos homens ainda têm essa ideia de que as mulheres são mais fracas. Se não percebermos que cada um tem seu valor, estaremos sempre em conflito e isso acaba refletindo no aumento da violência”.

O prefeito contou que teve conhecimento do aplicativo recentemente por intermédio de seu criador, o advogado Gabriel Dib Daud, que fez uma breve apresentação de como a ferramenta irá funcionar. “O aplicativo ‘Mulher Denuncia’ funciona mediante o cadastramento prévio da usuária. Em uma situação de violência, seja antes, durante ou depois que ela ocorra, a mulher poderá acionar o botão do aplicativo, que estará conectado à rede de proteção”.

O advogado observou que o Brasil é o 5º País que mais mata mulheres no mundo, conforme dados do Mapa da Violência, de 2015. “Dados como este me levaram a estudar o tema e a viabilidade deste projeto, junto à PUC Campinas, até chegarmos ao aplicativo que promoverá um ganho significativo às mulheres que sofrem com essa realidade. Não posso deixar de parabenizar o Município por acolher esse projeto”.

Na ocasião, foi assinado um protocolo de intenções (Termo de Compromisso de Cessão de Uso do Software), que autoriza o Município a utilizar o programa por dois anos. Antes que o aplicativo esteja efetivamente implantado, alguns detalhes devem ser aperfeiçoados, principalmente com relação a questões judiciais. Para isso, uma comissão será formada e contará com integrantes da Administração Municipal – por meio das secretarias de Assistência Social (Seas), de Governo (Seg), de Educação (Seduc) e Assuntos de Segurança Pública (Seasp) – além do Ministério Público, Defensoria Pública, OAB Mulher, Polícia Militar, Polícia Civil e do advogado criador do Mulher Denuncia.




    página anterior topo da página
 
 
 
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias