Brasão de Praia Grande  

domingo
5 de dezembro de 2021

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JORI 2018
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


 
Aluno da rede municipal expõe esculturas e telas feitas com materiais recicláveis
Artes estão expostas na E.M. Mahatma Gandhi
2/9/2021
  Compartilhar no Whatsapp
A arte corre nas veias do aluno da rede municipal de ensino, Ryan Carlos Treff Pascoal, matriculado no 4°ano B, da E.M. Mahatma Gandhi. Sua exposição “Treff Artes” conta com esculturas e telas incríveis que estão expostas na escola desde o dia 24 de agosto, data em que se comemora o Dia do Artista.

A exposição começou de maneira online no Instagram da Profª Ana Carolina e no blog da escola. Com o retorno de 50% da capacidade das turmas, a professora decidiu expor as obras em uma sala preparada especialmente para recebê-las, e o sucesso foi garantido. Os alunos visitaram a exposição e adoraram o que viram.

Ryan é uma criança com Transtorno do Espectro Autista (TEA) e sempre gostou de desenhar e recriar objetos usando sua criatividade. O aluno aplica em suas artes tudo o que aprendeu na sala de aula sobre reciclagem e preservação do meio ambiente. Por isso, utilizou materiais recicláveis para confeccionar praticamente todas as peças da exposição. Palitos, tampinhas, latinhas, canudos, papelões, caixas de leite e de sapato, garrafas e rolos de papel higiênico são alguns deles. Para ele, a arte é um meio de ajudar o meio ambiente. “A arte pode ajudar na reciclagem e com isso a gente pode fazer brinquedos”, disse.

O aluno também tem o sonho de ser engenheiro e já demonstra suas habilidades para a profissão em suas obras. A roda gigante que gira, feita com palitos e caixas de remédio, é o destaque da exposição. Além dessa peça, outras também têm movimento, como as hélices do helicóptero.

Já nas telas em que predominam as linhas retas, o artista mirim retratou algumas cidades que moram em seu coração, como a orla de Praia Grande e as ruas de Londres. E o melhor: os quadros foram feitos sem usar régua!

A exposição ainda está rolando, mas Ryan já pensa lá na frente. “Quero fazer uma oficina no Dia das Crianças que vai ser muito legal. Eu e meus amigos vamos pegar caixas de leite, garrafas e tampinhas para fazer muitos brinquedos”, disse empolgado.

Para Ana, professora do aluno e entusiasta da exposição, a arte é uma importante ferramenta de inclusão e regulação do TEA. “Sempre trabalhei com inclusão e é uma paixão para mim. Quando o Ryan me mostrou os desenhos e me disse que estava muito feliz com a repercussão, eu fiquei muito emocionada. Temos que valorizar cada detalhe dos alunos e a arte é uma ferramenta que ele usa para socializar e interagir com os colegas”.






página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias