Brasão de Praia Grande  

sexta-feira
28 de janeiro de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JORI 2018
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


 
Setor Ambiental de PG capacita profissionais de instituições para operar drones
Atividades aconteceram esta semana, em área do Portinho
19/11/2021
  Compartilhar no Whatsapp
O Setor de Proteção Ambiental da Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande promoveu esta semana uma capacitação de operação com aeronaves não tripuladas (drones) para técnicos de duas instituições parceiras da corporação: o Instituto Biopesca e a Aiuká (Empresa de Consultoria Ambiental), que atuam na área ambiental. A capacitação foi realizada durante três dias, com atividades teóricas e práticas.

De acordo com o inspetor da Guarda Ambiental, Fábio Rogério Marques, o objetivo do treinamento foi capacitar o corpo técnico destas instituições, que atuam no monitoramento e resgate de fauna na zona costeira e portuária, para que possam fazer uso da tecnologia com praticidade e menor custo, se comparado com as aeronaves tripuladas, dependendo do propósito.

O treinamento foi ministrado pelo GCM Edimar e quatro profissionais passaram pela capacitação, realizada no Portinho, onde está localizada a base do Sepam. Sobrevoo de áreas contaminadas, exercícios simulados e monitoramento são alguns dos exemplos de aplicação dos equipamentos durante a capacitação.

Ainda de acordo com Marques, o Sepam possui um grupo habilitado para ministrar cursos em consonância com a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo) e ANATEL (Agência Nacional de Telecomunicações). “A disponibilização de treinamento e a realização de encontros técnicos para discussão e aprimoramento de temas relacionados às atividades fins ou de apoio são uma rotina no setor. Estamos sempre alinhados com as duas instituições parceiras e isso é muito positivo”.

Entre os profissionais que passaram pela capacitação estava a assistente de Projetos e Resposta à Fauna da Aiuká, Tatiana Rapchan Quesada, que nunca tinha tido contato com um drone e ficou bastante impressionada com as possibilidades na sua área de atuação. “Fiz dois voos e fiquei interessada por buscar mais conhecimento. Com os drones, podemos monitorar áreas, pegar coordenadas geográficas, fazer vídeos e fotos, criar estratégias, tudo voltado ao resgate e busca da fauna local. Foi uma oportunidade de recebermos informação e aprimorar nosso trabalho”.

Tanto a Aiuká quanto a Biopesca estão sediadas em Praia Grande e atuam em parceria com a Guarda Ambiental e Guarda Costeira no resgate e reabilitação da fauna silvestre.

Atuação – O Sepam atua há 12 anos na Cidade, desenvolvendo importante trabalho. Além do material humano altamente capacitado para atuar na área ambiental, a tecnologia também tem sido um forte aliado do setor com a utilização de drones.

Denúncias sobre desmatamento de áreas ou descarte irregular de resíduos da construção civil e acionamento para resgate de animais silvestres podem ser feitas pelos telefones 199 e 153.



página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias