Brasão de Praia Grande  

sexta-feira
28 de janeiro de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JORI 2018
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


 
Semana “Raízes, Fé e Axé” tem atrações de 8 a 11 de dezembro em Praia Grande
Com entrada gratuita, atividades acontecerão no Palácio das Artes e Portinho
30/11/2021
  Compartilhar no Whatsapp
De 8 a 11 de dezembro, Praia Grande terá uma programação especial na Semana “Raízes, Fé e Axé”, evento criado em consenso com as Federações participantes nos Festejos de Iemanjá. Diversas manifestações culturais estão previstas: exposição, palestras, painéis, Feira de Artesanato Itinerante e apresentações musicais acontecerão no Palácio das Artes e na Área de Lazer Ézio Dall’Acqua (Portinho). Todas as atividades serão gratuitas à população.

Com a não realização dos Festejos de Iemanjá em seu formato tradicional, a Semana “Raízes, Fé e Axé” tem como objetivo valorizar e difundir a cultura afro-brasileira, fortalecer os Festejos, promover o reconhecimento do valor cultural das religiões de matrizes africanas, além de combater a intolerância religiosa e promover a cultura de paz.

A programação acontecerá em parceria da Secretaria de Cultura e Turismo de Praia Grande com a Secretaria de Justiça e Cidadania do Estado de São Paulo, Federações, Associações de religiões de matrizes africanas.

Falando sobre a programação, no dia 08 (quarta-feira), data celebrada à Rainha do Mar Iemanjá, o evento tem início a partir das 19h30, com a abertura da exposição “O Sagrado Feminino” no Museu da Cidade. Após isso, o público poderá conferir a coreografia “Ritmo, Cores e Movimento: Iemanjá Espelho do Mundo”. Continuando com as atrações da noite, o PDA recebe a palestra “As Faces da Grande Mãe” e o grupo de afoxé “Filhos de Cacique”.

No dia seguinte, às 19 horas, “Encantos de Iemanjá” é o primeiro destaque da noite.
Outra presença importante será da professora Vânia Soares, que realizará a apresentação do Fórum Inter-religioso para uma Cultura de Paz e Liberdade de Crença da Secretaria de Justiça e Cidadania. O tema intolerância religiosa será também assunto do painel “Intolerância Religiosa: Quebrando Barreiras e Construindo a Paz” com participantes de diversas crenças, além da apresentação “Brilhos de Oxum”.

Já na sexta-feira (10), às 20 horas, a banda Barro Vermelho abre a programação com
muita música no palco do Teatro Serafim Gonzalez. Em sequência, o local recebe a palestra “Africanidade Brasileira” (palestrante Babalorixá Júlio de Xangô) e outras duas apresentações: “De Exu a Oxalá, todos cantam em uma só voz” e “Dança e Canto Axé Zaze Loiá”.

No último dia de evento, a partir das 11 horas, a programação começa na Área de Lazer Ézio Dall’Acqua com a Feira de Economia Criativa Afro-Brasileira. Já Juliana Moreira, Curimba Jovem e Richard Grooving agitam a parte musical do local. Para encerrar a programação da Semana “Raízes, Fé e Axé”, ocorrerá, às 19 horas, o encontro das Tradicionais Federações dos Festejos de Iemanjá no Teatro Serafim Gonzalez.

Confira a programação completa:

Quarta-Feira (08) – Palácio das Artes
19h30 - Cerimônia de Abertura da Exposição “O Sagrado Feminino” (Participação: Babalorixá Karlito de Oxumarê)
20h15 - Dança Ritmo, Cores e Movimento: “Iemanjá Espelho do Mundo”
20h30 - Palestra: “As Faces da Grande Mãe” - Palestrantes: Iyalorixá Carmem de Oxum (Candomblé Ketu), Mãe Rita de Cássia (Umbanda), Claudinei Prieto (Magos/ Wicca), Emerson Pantaleo (Xamanismo), Reverendo Maurício Hondaku (Budismo Shin) e Marcos Vinicius de Jesus Santos (Igreja Católica Apostólica Romana)
21h30 – Grupo de Afoxé “Filhos do Cacique”

Quinta-feira (09) – Palácio das Artes
19h00 - Apresentação "Encantos de Iemanjá"
19h20 - Apresentação do Fórum Inter-religioso para uma Cultura de Paz e Liberdade de Crença da Secretaria da Justiça e Cidadania - Profa. Vânia Soares
19h30 - Painel: “Intolerância Religiosa: Quebrando Barreiras e Construindo a Paz” - Participantes: Monge Rhyozan Sansei (Zen Budismo); Emerson Pantaleo (Xamanismo); Elias Akynyalé (Cultura e Culto a Orumilá Ifá); Conego José Bizon (Igreja Católica Apostólica Romana); Iyalorixà Carmem de Oxum (Candomblé Ketu); Mãe Rita de Cássia (Umbanda); Reverendo Mahesvara (Hare Khrisna); Dra. Ruth Junginger de Andrade (Igreja Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias); Profa. Célia Lima (Espiritismo) e Pai Élcio de Oxalá
21h00 - Apresentação "Brilhos de Oxum"

Sexta- Feira (10) – Palácio das Artes
20h00 - Banda Barro Vermelho
20h15 - Palestra: Africanidade Brasileira (Palestrante: Babalorixá Júlio de Xangô)
21h15 - "De Exu a Oxalá, todos cantam em uma só voz”
21h30 - Dança e Canto Axé Zaze Loiá

Sábado (11) – Portinho e Palácio das Artes (somente atração das 19h)
11h00 às 18h00 Feira de Economia Criativa Afro-Brasileira
13h00 - Música no Parque (Portinho) – Juliana Moreira
15h00 - Música no Parque (Portinho) - Richard Grooving
16h00 - Curimba Jovem (Portinho)
16h30 - Música no Parque (Portinho) - Richard Grooving
19h00 Encontro das Tradicionais Federações dos Festejos de Iemanjá (Teatro Serafim Gonzalez)

Os Festejos de Iemanjá – A não realização dos Festejos de Iemanjá em formato tradicional favoreceu a criação do evento. O secretário de Cultura e Turismo de Praia Grande, Mauricio Petiz, explicou os motivos. “Os Festejos de Iemanjá têm seus prazos legais iniciados normalmente em agosto com a publicação da portaria. Naquele momento não tínhamos qualquer segurança aos fiéis e simpatizantes para uma festa segura. A vacinação ainda não estava avançada em nosso país e a variante Delta tinha amplo crescimento. Fomos informados que as próprias Federações, Associações e terreiros participantes, em sua ampla maioria, estavam com suas atividades suspensas e alguns presidentes, inclusive, vieram a óbito por complicações relativas à covid-19. Sendo assim, fizemos reuniões com eles e preferimos cancelar a Festa”.

Edson Izidro dos Anjos, o Pai Edson, presidente da Associação Paulista de Umbanda, conta que muitos participantes são idosos. “Temos uma grande preocupação com nossos praticantes em um evento que poderia gerar aglomerações e sem controle de acesso por estarmos na praia. Os nossos rituais exigem proximidade entre os participantes, o que não é adequado neste momento. Tivemos muitas perdas de ‘irmãos de fé’ desde o último ano e pensar na garantia de vidas é mais do que importante, é extremamente necessário”, afirmou.

Petiz espera que os Festejos retornem ao seu formato tradicional em 2022. “Os Festejos de Iemanjá têm grande importância e imenso respeito da Municipalidade pelo evento. É o único que está no calendário estadual e começaremos a elaborar a programação do ano que vem já a partir de março, com a participação das Federações para termos um evento incrível”, completou.




página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias