Brasão de Praia Grande  

quarta-feira
18 de maio de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


 
Alunos fazem lançamento de foguetes no Espaço Alvorada
Atividade teve a participação de jovens das EMs Felipe Avelino e Sebastião Tavares
8/12/2021
  Compartilhar no Whatsapp
Nesta quarta-feira (7), alunos do 8º a 9º ano das EMs Sebastião Tavares de Oliveira, Bairro Quietude, e Vereador Felipe Avelino, Caiçara, tiveram uma manhã diferente. O grupo se reuniu no Espaço Alvorada para fazer uma demonstração de lançamento de foguetes. Entre os participantes estavam as três jovens medalhistas de ouro e bronze na Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG) e o estudante classificado para a segunda fase internacional da Olimpíadas Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA).

Os foguetes são confeccionados pelos próprios alunos durante as aulas de Ciências, que desta vez ocorreram de forma remota por conta da pandemia. Uma vez acoplado à plataforma de lançamento, com auxílio de um compressor de ar manual, o estudante bombeia ar para dentro da garrafa. Ao atingir o nível de pressão certa puxa-se a trava para acionar o lançamento. Quando os processos são feitos de forma correta e o foguete conta com uma boa aerodinâmica, o mesmo pode chegar a até 200 metros de distância.

Foi quase essa distância que deu a jovem Maria Eduarda Bacelar Sardinha Calabraro, 14 anos, a medalha de ouro nesta edição do MOBFOG. Com auxílio dos familiares, a estudante fez a confecção do foguete e base de lançamento para participar da Mostra. Seu lançamento atingiu a marca de 189 metros de distância. A estudante da EM Vereador Felipe Avelino fez parte do grupo que participou da atividade no Espaço Alvorada.

Assim como Maria Eduarda, as jovens Marissol Soares Fernandez, 14 anos, e Letícia Santos Correa, 15, ambas alunas da EM Vereador Felipe Avelino e medalhistas de bronze, também participaram da demonstração de lançamento de foguetes. Professora de Ciências das estudantes, Eliana dos Santos Isidoro, destacou a importância da atividade. “Desta vez foi diferente, pois eles fizeram tudo com o envolvimento das famílias em cada processo”, comentou.

Além das medalhistas da MOBFOG, a atividade realizada no Espaço Alvorada contou também com a participação do jovem Thiago Vieira Soares Pinheiro, da EM Sebastião Tavares. O estudante concorre na etapa internacional da Olimpíadas Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e foi classificado para a segunda fase da competição. “É gratificante ver que, mesmo à distância, conseguimos atingir os alunos”, destacou a professora de Ciências, Ana Cristina Ribeiro.

Reconhecimento – A prefeita Raquel Chini, e a secretária de Educação, Cida Cubilia, fizeram questão de conhecer de perto como funciona o mecanismo. As duas não apenas acompanharam a atividade realizada como também participaram do lançamento de foguetes. “Interessante que a iniciativa insere os jovens no mundo da ciência de forma prática. Antigamente não tínhamos acesso a esse tipo de informação, agora vemos um número grande de alunos inclusive sendo premiados”.

No último dia 29 de novembro, a Secretaria de Educação fez a solenidade de premiação dos alunos participantes da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica e da Mostra Brasileira de Foguetes. Ao todo, 134 estudantes, de 19 escolas municipais, receberam medalhas de ouro, prata e bronze. Na MOBFOG, as três alunas da EM Vereador Felipe Avelino, citadas acima, foram consagradas com medalhas. A prefeita e a secretária fizeram a entrega das homenagens aos destaques.

A Mostra Brasileira de Foguetes e a OBA são eventos abertos à participação de escolas públicas ou privadas. Podem participar estudantes do primeiro ano do ensino fundamental até os do último ano do ensino médio, por isso ela tem quatro níveis de dificuldade (tanto nas provas, como no tipo de foguetes). Todos os alunos participantes da MOBFOG recebem um certificado de participação, bem como os professores envolvidos no processo e também os diretores escolares. Além disso, há também a distribuição de medalhas para os alunos que obtiveram os maiores alcances em seus respectivos níveis.



página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias