Brasão de Praia Grande  

sexta-feira
19 de agosto de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


Foto: FELIPE FRANÇA
 
Programa Página a Página: da leitura ao contato com correspondente em Londres
Alunos da EM Orestes Quércia interagem com escritor do livro “Os Meninos da Caverna”
20/5/2022 | Daniel Elias, MTB: 59.233
  Compartilhar no Whatsapp

A leitura de um livro leva o leitor a diferentes lugares. Permite conhecer a história e os costumes de um determinado lugar. Mas, por vezes, possibilita também o contato com o autor da obra literária, mesmo que este esteja em Londres, na Inglaterra. Foi o que aconteceu com os alunos do 7º ano da EM Governador Orestes Quércia ao interagirem com o jornalista Rodrigo Carvalho, escritor do exemplar “Os Meninos da Caverna”.

Carvalho trabalha como correspondente da Rede Globo de Televisão, em Londres. A interação com o jornalista começou graças a iniciativa da professora de língua portuguesa das turmas de 7º ano (A, B, C e D), Ana Luiza Haddad, da EM Orestes Quércia. A docente mandou uma mensagem por uma das redes sociais utilizadas pelo repórter que, em poucos dias, retornou o contato parabenizando a iniciativa.

O correspondente da Globo ficou entusiasmado em saber que o livro “Os Meninos da Caverna” servia como objeto de estudos em sala de aula. O reconhecimento por tal ação repercutiu em um vídeo gravado pelo jornalista, onde fez questão de enviar uma mensagem aos jovens praia-grandenses. Carvalho destacou a importância da leitura na vida dos estudantes e aproveitou para compartilhar com os alunos parte da sua rotina em Londres.

Para mostrar o vídeo do jornalista aos alunos, a professora fez uma surpresa. A educadora incluiu o arquivo ao final de uma apresentação de slides como se fosse um conteúdo pedagógico a ser trabalhado no dia. O estudante Theo Chue Rodrigues Vieira estava na sala quando a docente apresentou as imagens. O jovem confidencia que não conseguiu segurar a emoção.

“Nunca imaginei que um projeto realizado na minha escola colocaria a gente em conexão com um jornalista da Globo que mora em Londres. É algo surreal!”, recordou o estudante. “Foi verdadeiramente uma experiência única. Eu fazia questão de esperar a professora ler o livro com todos em sala. Ficava com medo de faltar na aula e a professora mostrar o vídeo e eu perder”.

O livro lido pelas turmas do 7º ano retrata a história real sobre o resgate do time de futebol juvenil que ficou dezoito dias preso em uma caverna na Tailândia. O acontecimento ocorreu em 2018, no mesmo período da Copa do Mundo da Rússia. Vieira comentou que na época acompanhou parcialmente as notícias pelos jornais. Mas foi por intermédio do livro distribuído pelo Página a Página que se aprofundou mais sobre o assunto.

“Se não fosse pelo livro eu nunca iria saber os detalhes dessa história que foi emocionante na época”, enfatizou o estudante. “E olha todo esse resultado que chegou até a gente. Inclusive com a participação do autor! Com certeza, participar desta proposta faz com que eu me motive ainda mais para me empenhar aos estudos. E, principalmente, a praticar mais a leitura”.

Conexão direta – O vídeo enviado pelo escritor despertou o interesse nos estudantes em conhecer um pouco mais sobre a carreira de Rodrigo Carvalho. A aluna Letícia Gonçalvez Cardoso teve a iniciativa de também entrar em contato com o correspondente da Globo em Londres. Antes mesmo de participar desta interação, a jovem já tinha o desejo de seguir a carreira de jornalista como profissão.

“Mandei mensagem para ele pela rede social. Falei que era aluna da escola que ele mandou o vídeo, que tinha lido o livro ‘Os Meninos da Caverna’ e que fiquei contente com a mensagem que tinha enviado para nós”, relatou Letícia Cardoso. “Não acreditei quando, dias depois, o repórter respondeu ao meu comentário. Na hora eu encaminhei um áudio para a professora comentando o que tinha acontecido”.

A educadora Ana Luiza Haddad comentou que a ideia de entrar em contato com Carvalho surgiu com o objetivo de compartilhar com o escritor a reação dos alunos ao passo que liam o livro. “Então, no dia que mostrei o vídeo aos estudantes fiz um vídeo para que ele pudesse ver. O jornalista ficou super satisfeito e destacou que esse era o papel da leitura, permitir aos jovens vivenciarem situações diferentes”.

Todo esse processo só foi possível graças ao programa Página a Página. No início do ano, a Secretaria de Educação distribuiu maletas contendo obras literárias aos estudantes do Infantil I e II, Ensino Fundamental, Complementação Educacional e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Dentro, as crianças receberam de quatro a cinco títulos de acordo com o nível de segmento de ensino de cada um.

“Um dos pontos que facilitou realizar o projeto foi o fato de cada aluno ter o seu exemplar. Porque as vezes, a leitura coletiva não alcança o resultado esperado”, enfatizou a professora. “Outra situação bacana foi também a participação da diretora que fez questão de ler de um trecho do livro com os estudantes. Isso motivou ainda mais eles a continuarem com a prática”.

De acordo com Ana Luiza Haddad, as ações relativas ao livro não se resumirão apenas na prática da leitura. A proposta é de os alunos realizarem uma exposição para compartilhar aos demais estudantes da escola o que aprenderam com a obra literária. “Sou muito feliz, pois trabalho naquilo que amo. Ver o projeto ganhar corpo, sair da sala de aula, não tem preço. Ainda mais no contexto atual, depois de dois anos reclusos, por conta da pandemia. Alcançar esse resultado todo, não tem preço”.

Incentivo à Leitura – O programa Página a Página consiste na distribuição de uma maleta para alunos do Infantil I e II, do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, Complementação Educacional e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Por intermédio dela, os estudantes recebem obras literárias para que sejam trabalhadas dentro e fora da sala de aula.

Com o material em mãos, os professores poderão desenvolver as ações ao longo do ano. O Página a Página tem como objetivo, além de despertar o interesse pela leitura, ampliar o vocabulário dos alunos, propor a participação da família na vida escolar dos estudantes e possibilitar o compartilhamento e a vivência de emoções. Somado a tudo isso, também promoverá a integração com produto final, que estimulará a formação crítica dos meninos e meninas.

Nas maletas de Educação Infantil, os alunos vão receber cinco títulos. Já os estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental ganharão quatro livros. Já os da Complementação Educacional terão cinco, enquanto os matriculados nas turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) obterão um exemplar por semestre para ser trabalhado. Os exemplares serão diferentes de acordo com nível e atendendo à diversidade de cada segmento, para ser trabalhado junto com os docentes.





página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias