Brasão de Praia Grande  

sexta-feira
19 de agosto de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


Foto: FELIPE FRANÇA
 
Escola do Bairro Boqueirão desenvolve projeto Pizza Literária
Iniciativa da EM São Francisco promove o incentivo à leitura com Página a Página
9/6/2022 | Daniel Elias, MTB: 59.233
  Compartilhar no Whatsapp
Um dos alimentos mais populares de origem italiana serviu como inspiração e fomento para a prática da leitura. O que pode parecer inusitado funcionou como um aperitivo aos alunos das turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) da EM São Francisco de Assis, no Bairro Boqueirão. O grupo colocou em prática o projeto Pizza Literária, graças aos livros entregues pelo programa Página a Página da Secretaria de Educação (Seduc).

O trabalho foi comandado pela professora de língua portuguesa, Natália Cristina Oliveira dos Santos, que contou com a participação de outros dois educadores. A docente propôs aos alunos a leitura de um dos livros entregues dentro da maleta. Cada turma, se debruçou em cima de uma obra literária específica por segmento de ensino. A 8ª série, por exemplo, ficou com o exemplar de gênero autobiográfico nomeado “Maha Mamo: A Luta de Uma Apátrida Pelo Direito de Existir”.

Como processo do projeto os alunos leram o livro. Em sala de aula fizeram um debate sobre a história apresentada pela obra literária. A docente aproveitou para explicar o que seria o gênero literário biografia e a diferença deste para autobiografia. Com todo o conteúdo em mãos foi a vez dos estudantes separarem os elementos que compõem o exemplar em pedaços de pizza confeccionadas com papel e diferentes materiais. Atrás de cada uma continham informações relativas ao volume.

O jovem Caio Gomes Marinho, 16 anos, fez a leitura do livro Maha Mamo. Ele está na turma da 8ª série que participou do projeto. Para ele, o Pizza Literária foi a oportunidade de conhecer a cultura e religião de países do Oriente Médio. “Fiquei impressionado com a questão de a Maha Mamo não conseguir a certidão por não ser de nacionalidade libanesa. E para mim chamou a atenção pois aqui no Brasil os critérios são diferentes”, exemplificou.

Além da 8ª série, os alunos do Ensino Médio e dos anos iniciais do Ensino Fundamental da EJA também participaram do Pizza Literária. Cada sala ficou responsável em fazer a leitura um livro específico. De acordo com a professora Natália, mobilizou todas as turmas e contou com a participação maciça os estudantes. “Ficamos entusiasmados com o envolvimento deles em todo o processo”, destacou.

“Nosso objetivo é de, no segundo semestre, fazermos uma continuidade com um café literário para dar continuidade a esse movimento”, enfatizou a professora de língua portuguesa. “E tudo isso ao programa Página a Página que distribuiu os livros aos alunos. Ou seja, todos tiveram acesso ao mesmo material e permitiu que a gente desenvolvesse essa iniciativa que já tem colhido resultados significativos”.

Incentivo à Leitura – O programa Página a Página consiste na distribuição de uma maleta para alunos do Infantil I e II, do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental, Complementação Educacional e Educação de Jovens e Adultos (EJA). Por intermédio dela, os estudantes recebem obras literárias para que sejam trabalhadas dentro e fora da sala de aula.

Com o material em mãos, os professores poderão desenvolver as ações ao longo do ano. O Página a Página tem como objetivo, além de despertar o interesse pela leitura, ampliar o vocabulário dos alunos, propor a participação da família na vida escolar dos estudantes e possibilitar o compartilhamento e a vivência de emoções. Somado a tudo isso, também promoverá a integração com produto final, que estimulará a formação crítica dos meninos e meninas.

Nas maletas de Educação Infantil, os alunos vão receber cinco títulos. Já os estudantes do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental ganharão quatro livros. Já os da Complementação Educacional terão cinco, enquanto os matriculados nas turmas de Educação de Jovens e Adultos (EJA) obterão um exemplar por semestre para ser trabalhado. Os exemplares serão diferentes de acordo com nível e atendendo à diversidade de cada segmento, para ser trabalhado junto com os docentes.



página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias