Brasão de Praia Grande  

sábado
26 de novembro de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JEESP 2022
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


 
PG envia à Câmara projeto do aumento salarial dos agentes de saúde e de combate a endemias
Projeto visa adequação ao piso nacional, que foi ajustado para R$ 2.424,00
13/7/2022 | Maria Souza , MTB: 60.089
  Compartilhar no Whatsapp
A Prefeitura de Praia Grande elaborou e enviou à Câmara Municipal o Projeto de Lei Municipal em adequação a Emenda Constitucional nº 120/ 2022, legislação que institui o aumento do piso salarial dos agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate às endemias (ACE). A Legislação Municipal está em consonância com a Federal, e a previsão é que a votação na Câmara ocorra nos próximos dias.

O piso salarial nacional dos ACS e ACE passou para R$ 2.424,00, a partir da data estabelecida pela Emenda Constitucional, maio de 2022, entretanto, o Governo Federal só realizou o pagamento desses valores reajustados à Prefeitura na primeira quinzena deste mês. A previsão é que, em Praia Grande, os profissionais sejam contemplados com o reajuste no primeiro pagamento após a aprovação do projeto de lei pela Câmara, com vencimentos retroativos aos meses de maio e junho, de acordo com a legislação.

A Secretaria de Saúde da Prefeitura de Praia Grande possui, atualmente, 373 agentes comunitários de saúde (ACS) e 47 agentes de combate às endemias (ACE), que terão salário aumentado de R$ 1.880,17 para R$ 2.424,00, um reajuste de quase 29%. Praia Grande já pagava o piso salarial desses profissionais superior à média nacional, que era de R$ 1.568,60.

Conforme a Emenda Constitucional, “os vencimentos dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias ficam sob responsabilidade da União, e cabe aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios estabelecer, além de outros consectários e vantagens, incentivos, auxílios, gratificações e indenizações, a fim de valorizar o trabalho desses profissionais”. Assim, o Governo Federal vai cofinanciar o salário dos profissionais e a Prefeitura vai arcar com os encargos previdenciários (14,70%), direitos pessoais (quinquênios e sexta parte) e benefícios (auxílio cesta básica ou cartão alimentação e vale transporte), sem contar as incorporações de cada servidor.

Além disso, de acordo com a Lei Federal, do valor repassado pela União à Prefeitura, 5% deve ser destinado ao custeio das atividades desempenhadas por esses profissionais (uniformes, EPIs, equipamentos e outros), sendo, portanto, só 95% (R$ 2.302,80) destinado à folha de pagamento deles, ou seja, a diferença para o piso também é responsabilidade da Prefeitura.

Salários – A Prefeitura de Praia Grande tem investido na valorização dos servidores, com implantação de planos de carreiras de algumas categorias e revisões salariais acima da média da região. Somente este ano, os servidores municipais da Cidade contaram com dois reajustes, o primeiro de 9,32% no mês de janeiro, equivalente a inflação acumulada pelo IPCA no período de maio de 2019 a abril de 2020 e dos mesmos meses de 2020 a 2021; e o segundo, no mês de abril, um reajuste de 10,96%, definido de acordo com o IPCA medido de maio de 2021 a março de 2022. Além disso, o auxílio cesta básica, conhecido como “cartão alimentação”, que era de R$ 350,00 até dezembro de 2021, foi para R$ 450,00 em janeiro, passando para R$ 499,32 desde o pagamento de abril.





página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
 MAPA DO SITE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias