Brasão de Praia Grande  

quarta-feira
30 de novembro de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JEESP 2022
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


 
Pai e filho são detidos por desmatar e construir em área de preservação em PG
Um dos acusados ainda tentou atropelar os agentes de segurança
19/7/2022 | Luciano Agemiro , MTB: 73.143
  Compartilhar no Whatsapp
Um homem de 54 anos e seu filho de 22 foram detidos na segunda-feira (18), por desmatar e construir imóveis em áreas de preservação ambiental, no Bairro Ribeirópolis, em Praia Grande. As construções foram demolidas e, durante a ação, os acusados tentaram atropelar os policiais militares e agentes da Guarda Ambiental que estavam no local. Pai e filho foram levados para delegacia e vão responder por destruir floresta considerada de preservação permanente.

A Polícia Militar Ambiental localizou a infração no final da Rua Flávio Monteiro de Castro, no último dia 14, e comunicou a Prefeitura para que realizasse a limpeza da área. Logo após chegarem ao local, na segunda-feira, com a Guarda Ambiental da Cidade e o maquinário para executar o serviço, o homem de 22 anos, chegou em um carro tentando atropelar os agentes de segurança, porém não conseguiu.

Em seguida chegou também o homem de 54 anos, identificado como o pai do mais jovem. Os envolvidos incitaram a população local para agredir verbalmente os agentes de segurança e ameaçá-los enquanto faziam a proteção dos trabalhadores que demoliram as construções. Ambos foram detidos e encaminhados para a delegacia, onde responderão por crime ambiental.

Destruição – Pai e filho desmataram juntos cerca de 324m² de área de floresta preservada. O local é considerado “área congelada” pelo Município, pois ações de monitoramento são executadas constantemente com o objetivo de coibir invasões. As construções estavam em fase inicial. Agora o local seguirá preservado para que a natureza possa se reestabelecer.

De acordo com o inspetor da Guarda Ambiental, Fábio Marques, ações como esta fazem parte da rotina na Cidade, que busca garantir um zoneamento dentro da Lei, protegendo ou recuperando focos de ocupações irregulares. “O direito de construir está vinculado ao direito de propriedade. Invadir uma área de preservação não dá direito a construção a ninguém”.

Comissão – A Prefeitura de Praia Grande conta com uma Comissão Especial de Proteção das Áreas de Preservação. O principal objetivo é identificar todas as ocupações desordenadas em áreas de preservação e risco, estabelecendo as medidas necessárias para a proteção desses espaços e também das famílias ocupantes. O órgão é composto por representantes das secretarias de Habitação (Sehab), Meio Ambiente (Sema), Urbanismo (Seurb), Assuntos de Segurança Pública (Seasp), além da Procuradoria Municipal.






página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
 MAPA DO SITE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias