Brasão de Praia Grande  

domingo
4 de dezembro de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JEESP 2022
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


Foto: Fred Casagrande
 
Prefeitura de PG realiza recenseamento de ambulantes com licenças temporárias
Ação tem o objetivo de reorganizar a atividade ambulante do Município
27/7/2022 | Maria Souza , MTB: 60.089
  Compartilhar no Whatsapp
A Prefeitura de Praia Grande iniciou o recenseamento dos ambulantes do Município com licenças temporárias. A ação tem o objetivo de organizar atividade de ambulante e, ao mesmo tempo, organizar a exploração turística, mantendo a qualidade dos serviços e produtos comercializados na Cidade.

Além dos ambulantes definitivos, a Prefeitura concedeu, desde janeiro de 2021, cerca de mil novas licenças temporárias gratuitas exclusivas para moradores. A ação foi implantada para oferecer um meio de geração de renda para parte da população que sofreu com os impactos da pandemia e estava em busca de uma fonte de trabalho. Das 1.014 licenças temporárias concedidas, apenas 824 retiraram o documento na Prefeitura e são essas pessoas que receberão os agentes da pesquisa municipal.

Das licenças concedidas, parte exerce atividade na orla da praia e parte na Cidade, com a comercialização de produtos como coco, suco de frutas, sorvetes, doces em geral, pipoca, açaí, milho e derivados, churros e balões de gás e objetos infláveis.

O trabalho de recenseamento é feito através de parceria entre a Secretaria de Finanças e a Secretaria de Urbanismo. Para o recenseamento, os agentes de fiscalização da Seurb visitam os ambulantes cadastrados e preenchem um questionário chamado auto de constatação da atividade de ambulante. Já a Sefin foi responsável pelo protocolo, questionário e base cadastral de dados. Além disso, a pasta será responsável por compilar os questionários e montar o panorama real do quadro atual de ambulantes.

O auto de constatação possui perguntas como: O ambulante tem interesse de continuar exercendo a atividade no município? Tem outra atividade econômica? Já exerceu outra função profissional anteriormente? Possui algum curso de formação profissional? Após as respostas, tanto o fiscal quanto o munícipe devem assinar o documento.

Caso o ambulante não esteja em casa, o fiscal fará uma segunda visita. Após duas ausências, a Prefeitura utilizará as opções de contato por email e telefone cadastrados.

Segundo o secretário de Finanças, Cristiano Mola, a pesquisa de ambulantes será realizada com a intenção de manter o comércio de ambulantes organizado. “Após a pesquisa será possível quantificar o número exato de munícipes que atualmente exercem o trabalho de ambulante temporário na Cidade. Além disso, a pesquisa nos possibilitará conhecer as vocações, qualificações e experiências dessas pessoas. Informações que poderão ser úteis numa possível realocação ao mercado de trabalho”.




página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
 MAPA DO SITE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias