Brasão de Praia Grande  

quarta-feira
7 de dezembro de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JEESP 2022
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


Foto: Fred Casagrande
 
Grupamentos especializados são diferencial da Guarda Civil Municipal de Praia Grande
Integrantes da Romu, Romo e Canil passam inclusive por treinamento específico
29/7/2022 | Ludmila Pilipavicius , MTB: 29.204
  Compartilhar no Whatsapp
O trabalho dos grupamentos especializados da Guarda Civil Municipal de Praia Grande - Romu (Rondas Ostensivas Municipais), Romo (Rondas Ostensivas com Motos) e Canil - é fundamental no combate à criminalidade. Com treinamento e equipamentos diferenciados, as equipes são responsáveis por ações específicas e importantes na Cidade, e podem ser consideradas a “tropa de elite” da corporação.

A implementação desses grupamentos reflete o avanço da GCM de Praia Grande, já que nem toda corporação municipal conta com essas equipes. A mais antiga delas é a Romo, criada juntamente com a própria Guarda de Praia Grande, em 2001; em seguida foi o Canil, regulamentado em 2007, mas que atua desde 2004. A Romu, antes denominada Equipe Tática, foi criada em 2018.

Para se ter uma ideia, os integrantes destas equipes passam por treinamentos diferenciados com relação ao restante da corporação, como por exemplo controle de distúrbios e técnicas não letais, mas também aqueles relacionados ao armamento, que no caso da Romu é mais pesado.

Até as viaturas são diferenciadas. São utilizadas Trailblazer, que são veículos de grande porte e capazes de ingressar em áreas de acesso mais difícil, por exemplo, além de terem um impacto visual importante, de forma a garantir a sensação de segurança que a população necessita.

O secretário de Assuntos de Segurança Pública da Cidade, Maurício Vieira Izumi, considera a atuação destes grupamentos primordial para a redução dos índices criminais de Praia Grande ao longo dos últimos anos. “São equipes voltadas ao combate da criminalidade mesmo. O aparelhamento e preparo dessas equipes, aliados à integração com o Cicoe (Centro Integrado de Comando e Operações Especiais), são responsáveis por termos uma Guarda referência atualmente”.

Izumi observa ainda que estas equipes são responsáveis pela maioria dos flagrantes criminais realizados pela corporação. “Alguns dias, chegamos a ter até três flagrantes em um único plantão. Numa estimativa mensal é um número expressivo”.

História - Criada em 1969, quando era chamada de Serviço de Vigilância e Salva Vidas, a Guarda Civil Municipal (GCM) de Praia Grande passou por várias reformulações ao longo dos anos até que a Lei Complementar 269 fosse aprovada em 2001, dando uma nova estruturação à corporação.

Graças ao decreto 5123/2004, o Estatuto do Desarmamento, que prevê o porte de armas por guardas civis, a Guarda Civil de Praia Grande foi a primeira cidade da região a firmar convênio com a Polícia Federal em 2006, passando a utilizar a arma de fogo em serviço em 2009.

Atualmente, a Guarda Civil Municipal de Praia Grande conta com um efetivo de 390 homens e mulheres totalmente preparados para atuar nas ruas da Cidade tanto no patrulhamento preventivo quanto ostensivo, sendo considerada uma referência entre as corporações da região e até do Estado de São Paulo.



página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
 MAPA DO SITE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias