Brasão de Praia Grande  

terça-feira
6 de dezembro de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JEESP 2022
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


 
PG não tem pacientes internados na UTI por covid-19 há quase dois meses
Rede estruturada e altos índices de vacinação explicam números positivos
14/9/2022 | Aline Gomes , MTB: 64.010
  Compartilhar no Whatsapp
Colaboração Rodrigo Herrero

A Prefeitura de Praia Grande tem trabalhado de forma incansável no combate ao coronavírus desde o início da pandemia. E os números comprovam o sucesso das ações. Há quase dois meses não há pacientes internados com covid-19 na UTI do Complexo Hospitalar Irmã Dulce. São 50 dias sem ter sequer um paciente que tenha contraído o vírus em estado grave. A última morte em decorrência do coronavírus no Município foi registrada em 24 de julho.

Além desses números mais recentes, Praia Grande mantém a taxa de cura em 96% de munícipes que tiveram a covid-19. Esse dado, aliado aos altos índices de vacinação, com mais de 91% da população imunizada com as duas doses, evidenciam o quanto a pandemia está controlada na Cidade, o que tem permitido a retomada das atividades e da vida no Município de forma responsável e segura.

“Praia Grande fez a lição de casa no combate à covid-19. Com uma rede estruturada desde a Atenção Básica e aproveitando os equipamentos já existentes, conseguimos montar os fluxos e disponibilizar os serviços para que não faltasse assistência aos munícipes. Mas o nosso êxito é fruto principalmente dos profissionais de saúde que se empenharam ao máximo para dar um atendimento digno a toda a população que necessitava de atendimento em um momento tão difícil. Parabéns a toda a equipe”, enfatiza o secretário de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande, Cleber Suckow Nogueira.

Para o enfrentamento da covid-19, toda a rede de saúde foi reorganizada e os atendimentos foram ampliados. Além da contratação de profissionais, o Complexo Hospitalar Irmã Dulce ampliou o número de leitos, fazendo com que a Cidade chegasse a ter 71 leitos de UTI Covid Adulto entre o Complexo Hospitalar e a iniciativa privada no pico da pandemia. Agora, com a drástica redução de casos e mortes, o Hospital, único 100% SUS que atende Porta Aberta na Baixada Santista, passou a retomar outros atendimentos. Mas, em caso de necessidade, os leitos poderão ser redirecionados para atender síndromes respiratórias a qualquer momento.

Outro ponto alto na ampliação do acesso à saúde foi a implantação do primeiro Hospital de Campanha da Baixada Santista, o Falcão, inaugurado em 2020, que reforçou o atendimento de pacientes com síndromes respiratórias até o encerramento de suas atividades, em outubro de 2021. Somente no ano passado foram realizadas 1.152 internações no local, que até março deste ano também foi sede do Pronto-Atendimento de Síndromes Gripais, ampliando a capacidade de atendimento para além das UPAs Quietude e Samambaia e da Porta de Entrada do Hospital Irmã Dulce.

Além disso, as 30 Unidades de Saúde da Família (Usafas) foram mobilizadas para atender casos leves e realizar testes de covid-19, espalhando por toda a Cidade o acolhimento de pacientes com síndromes respiratórias, aproveitando a cobertura de 100% da população proporcionada pelas mais de 100 equipes da Estratégia da Saúde da Família (ESF). Foram mais de 1,5 milhão de atendimentos nessas unidades apenas em 2021, ajudando a reduzir o número de internações e as filas das Unidades de Pronto-Atendimento, evitando a contaminação cruzada e o colapso da Rede de Urgência e Emergência.

Vacinação – Além dos cuidados de pacientes, o avanço da vacinação foi fundamental no controle da pandemia e na retomada das atividades. Atualmente, Praia Grande superou a marca de 892 mil vacinas aplicadas contra a covid-19. São aproximadamente 100% da população com, pelo menos, a primeira dose, e mais de 91% dos munícipes totalmente imunizados. Foram aplicadas ainda cerca de 188 mil vacinas de terceiras doses e mais de 82 mil de quartas doses.

E para facilitar o acesso aos imunizantes, a Cidade ofertou, em um primeiro momento, a vacinação em polos espalhados pelo território, aplicou as vacinas aos finais de semana e feriados e hoje mantém a imunização nas 30 Usafas de segunda a sexta-feira, das 9 às 16 horas, e no Cemas (Rua Thomé de Souza, 1313, Bairro Aviação) aos sábados e feriados, das 9 às 15 horas.

Acolhe PG – O Acolhe PG também atuou de maneira exitosa no combate e controle da pandemia. Criada especialmente para atender e monitorar casos suspeitos e confirmados de covid-19, a central telefônica superou as 400 mil chamadas telefônicas realizadas em dois anos e meio de pandemia.

O sucesso do projeto levou à ampliação dos serviços oferecidos pelo telefone 162, que passou a atender pacientes que necessitam de transporte para tratamento de saúde, agendamentos e informação sobre consultas e exames, acompanhamento de gestantes de risco, disque amamentação, entre outros serviços.





página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
 MAPA DO SITE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias