Brasão de Praia Grande  

sábado
26 de novembro de 2022

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JEESP 2022
JOMI 2022
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
PROGRAMA CIDADE SUSTENTÁVEL
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO


Guarda Ambiental detém homens em flagrante
Envolvidos foram conduzidos à delegacia e ficarão à disposição da Justiça
28/9/2022 | Luciano Agemiro , MTB: 73.143
  Compartilhar no Whatsapp
Ações recentes da Guarda Ambiental de Praia Grande resultaram no indiciamento de dois homens, detidos em flagrante quando cometiam crimes ambientais no Bairro Ribeirópolis. Os crimes ocorreram na mesma região, em uma área ‘congelada’ na Rua Ilda Rosa da Cunha. A esposa de um dos acusados, inclusive, recebia auxílio aluguel do Município.

Os acusados cortaram árvores e construíram barracos ilegais. Ao terem os nomes consultados pelos agentes municipais, constatou-se que um dos envolvidos constava no cadastro da Secretaria de Habitação, como marido de uma mulher que recebia auxílio aluguel da Cidade justamente para não precisar morar em áreas irregulares.

Áreas congeladas são locais invadidos, cujos moradores antigos foram cadastrados pela Secretaria de Habitação (Sehab) e aguardam a inclusão em programas habitacionais do Município. Essas áreas são constantemente monitoradas por câmeras, imagens de satélites e drones.

Risco - Além de destruírem áreas de proteção ambiental, levando risco à fauna e flora locais, invasões e construções irregulares colocam em perigo as pessoas que moram nestes locais. Alagamentos, desabamentos, infecções e outros problemas podem atingir essas pessoas. Serviços como saneamento básico, saúde e Educação acabam não sendo oferecidos de forma satisfatória.

Por isso, a Cidade conta com a Comissão Especial de Proteção das Áreas de Preservação, formada por diversos setores da Administração, é responsável pelo monitoramento de áreas ocupadas irregularmente.

De acordo com o inspetor da Guarda, Fábio Marques, novas invasões são repelidas de imediato, os autores são responsabilizados pelo dano e as construções removidas. “O intuito é garantir a recuperação da área afetada, a regenereção natural da vegetação nativa como refúgio da fauna silvestre e serviços ecossistêmicos”.




página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
 POLÍTICA DE PRIVACIDADE
 MAPA DO SITE
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias